RAZÃO, VERDADE REVELADA, FÉ E CRENÇA. CAMINHOS PARA DEUS

Por: João H. L. Ferreira.

 

            Já falamos da existência de Deus. Ele faz parte da REALIDADE HUMANA; seja como explicação do inexplicável, seja como instituto social, seja como SER de origem metafísica, necessário à explicação do mundo físico (sem o qual o mundo não se explica). Tudo isso sem falar nas concepções das diversas religiões e filosofias.

 

            Então, vocês me perguntarão: Se Deus existe, por que tanta discussão sobre o assunto? A resposta é simples: Apesar de NINGUÉM discordar da existência de Deus (Quem não acredita em DEUS, mesmo esses acreditam nele, mas na categoria de SER IMAGINADO), é impossível conhecê-lo diretamente, pois Deus se MANIFESTA no MUNDO FÍSICO de MANEIRA VELADA.

 

            Pelo que eu saiba, somente duas pessoas conheceram Deus face à face. Uma foi seu único filho, Jesus Cristo; outro foi Adão, o primeiro homem criado (Eu tenho dúvidas quanto à Moisés; por que o meu conhecimento das escrituras não é profundo. Peço perdão aos Judeus pela ignorância. Por favor, os islâmicos me perdoem também, mas, como de origem católica, eu não sei o que o Corão fala de Maomé). Fora disso, os outros homens, enquanto vivos na face da terra, apenas tiveram vislumbres velados de Deus.

 

        Apesar de ser possível CONHECER DEUS pela RAZÃO, a maior parte da humanidade não está disposta a esse esforço intelectual (Mesmo quase depois de uma vida procurando Deus pela RAZÃO, confesso ter um entendimento INCOMPLETO Dele). Por isso, para ter CERTEZA que a HUMANIDADE O CONHECESSE, Deus veio se REVELANDO ao Homem no decorrer da História.

 

Apesar da VERDADE REVELADA ser ACESSÍVEL a qualquer pessoa, existe a necessidade de ADAPTAR a LINGUAGEM da REVELAÇÃO a cada cultura, a cada época. Assim, Deus adapta a forma da revelação ao povo que o recebe, utilizando uma linguagem adequada aos destinatários da revelação.

 

São exemplos da VERDADE REVELADA, mas não limitadas à, a Tora, a Bíblia e o Corão; que são as bases para as três maiores religiões monoteísta do planeta (O Judaísmo- A Tora, que é composto dos cinco primeiros livros do Velho Testamento, o Cristianismo- Velho e Novo Testamento; e o Islamismo- O Corão).

 

Assim, no decorrer da história, Deus vem se revelando a cada povo, utilizando símbolos que cada um pudesse entender, através REVELAÇÃO. Cada cultura humana vê Deus de uma forma; não sendo adequado falar que uma forma é melhor ou mais completa do que a outra, pois de Deus, a única coisa que podemos falar é que, seja lá a forma com que O imaginemos, Ele, como Deus, que é INFINITO, sem dúvida, TRANSCENDERÁ e será MUITO MAIS do que tenhamos condição de imaginar; escrever ou sonhar, pois Deus é O INOMINADO; O INDELINEÁVEL; O INFINITO...... Isso implica em dizer que se você conseguir DEFINIR Deus eu terei apenas UMA CERTEZA, a de que ELE NÃO SE LIMITA A DEFINIÇÃO DADA POR VOCÊ, e por isso a SUA DEFINIÇÃO será IMPRECISA. É impossível ao ser humano CONHECER completamente a Deus, pelo menos nessa vida.

 

Para finalizar esse conceito (De que a Verdade Revelada foi o meio pelo qual Deus se revelou à cada cultura no seu espaço tempo); vale ressaltar que nenhuma religião irá proclamar que existe falha ou lapso dentro dela; ou ainda que lhe falta uma parte da VERDADE que lhe foi REVELADA, pois a religião que assim o fizer estará fadada à extinção, pois NINGUÉM SEGUIRÁ a mesma se souber que ela não tem a Verdade Final. Essa é uma religião INÚTIL, pois perde aquilo que se busca em qualquer religião como fim; que é a CERTEZA de que se está RELIGADO em DEFINITIVO e SEM DÚVIDA à Deus estando assim SALVO. Vale lembrar NENHUMA RELIGIÃO SALVA. A SALVAÇÃO é GRAÇA DIVINA. As diversas religiões são TRILHAS que apontam o caminho que nos leva à Deus, e NÃO DEVEM SER UTILIZADAS COMO TRILHO, pois NÃO SÃO O CAMINHO. Espero não ser crucificado por dizer isso.

 

Prosseguindo o raciocínio, uma religião pode até afirmar que TUDO QUE LHE FOI REVELADO É VERDADE; o que estaria em tese CORRETO; mas não pode dizer que TODA A VERDADE LHE FOI REVELADO; pois em tese, a Verdade é algo vasto demais para ser encerrado em qualquer revelação. A lógica apóia a visão de que A é Verdade; mas toda a Verdade NÃO ESTÁ contida em A. A REVELAÇÃO é algo dado ao Homem para que encontre o caminho para Deus, abrir o coração e a mente para uma OUTRA REALIDADE que transcende a realidade humana. A VERDADE REVELADA deve ser TRILHA, pois é uma RECEITA RESUMIDA de como caminhar para DEUS que LIBERTA. Por mais que seja tentador pensar que a REVELAÇÃO é toda a VERDADE, Ela não é. Ela pode ser VERDADEIRA, mas não a VERDADE.

 

Como já dito, TODO o Homem pode chegar à existência de Deus pela razão, mas, para isso, seria necessário um esforço mental, o que, a maior parte dos homens não está disposto a fazer. Por isso,  Deus vai ao encontro do Homem dando-lhe a VERDADE REVELADA. Em toda a História Humana o caminho para Deus é guiado por Ele, que não espera o FILHO PRÓDIGO chegar em casa, mas larga tudo e vai ao ENCONTRO DELE, correndo para abraçá-lo e acolhê-lo enquanto ainda está à caminho.

 

Depois dessa explicação, haverão aqueles que ficarão MARAVILHADOS e outros nem tanto. Para ambos, principalmente para os que não se maravilharam, lembro da CRENÇA.

 

A crença é a capacidade da mente humana que, não havendo como discernir racionalmente entre duas possibilidades, decide aderir à uma delas, como se verdade fosse. Assim, impossibilitado de escolher logicamente entre A e B, verdades mutuamente excludentes, por falta de provas, pelo uso da crença, se escolhe uma das duas para fazer a mente aderir como se verdade fosse.

 

Nesse ponto, gostaria de chamar a atenção de que é impossível deixar de acreditar em algo; pois os que dizem não acreditar, na verdade acreditam.

 

Vou explicar: Quem diz não acreditar em Deus, na realidade está dizendo que ACREDITA, mas como algo não existe ou um ser imaginário. Eles ACREDITAM que Deus COMO COISA INEXISTENTE no Real Concreto, pois, não existe como PROVAR, sem dúvida, se Deus existe ou não. É necessário escolher UMA hipótese para fazer com que a mente ASSUMA como verdade e assim prosseguir na jornada, pois as hipóteses são EXCLUSIVAS (Uma exclui a outra, sendo impossível as duas serem verdadeiras). Se não houver escolha, não há a jornada (Ficamos EMPACADOS)

 

Assim, com a falta da PROVA, é necessário ESCOLHER, ADERIR à uma HIPÓTESE (Da existência ou não de Deus), SEM HAVER PROVA da veracidade da hipótese escolhida. Isso é CRENÇA. Adesão a uma HIPÓTESE como VERDADEIRA ou FALSA, sem que haja como COMPROVAR que a mesma é verdadeira ou não.

 

            Agora é necessário um desvio: Se deixar de acreditar Deus é IMPOSSÍVEL, pois ou se ACREDITA NELE como EXISTENTE ou com NÃO EXISTENTE, sendo a crença algo voluntário (cabe ao homem optar no que vai acreditar), quem for um homem  SÁBIO, concluirá que é mais SENSATO ACREDITAR EM ALGO BOM irá ocorrer do que algo MAL. Isso é, se eu posso acreditar que vou morrer daqui a 1 minuto ou vou continuar vivo POR MAIS 10 ANOS; por que não acreditar no melhor, que vou continuar vivo. Então se faz a pergunta: Será que existe uma crença mais MARAVILHOSA do que a de um Deus que CRIOU o Universo e AMA o homem? Então, se posso optar entre CRER em algo bom e outro não tão bom assim, por que não optar por CRER no melhor? E que crença é MELHOR do que a EXISTÊNCIA de um DEUS que me ama?

 

    CRER EM DEUS também é uma prova de SABEDORIA. Vamos supor que alguém  creia que Deus existe. Então ele levará uma vida virtuosa, na crença que esse Deus que existe, quando a pessoa morrer, lhe dará o PARAÍSO e o GOZAR de Sua face. Acreditando nisso, depois de uma vida de virtudes e abstinências, a pessoa morre, descobrindo que Deus não existe. Amigos e parentes riem e gozam da cara dele. A pessoa, com muita raiva, pensará: ISSO É SACANAGEM. SACRIFIQUEI A MINHA VIDA À TOA. Essa pessoa terá como prejuízo apenas ter perdido uma vida de prazeres. Agora vamos supor que a pessoa NÃO ACREDITE EM DEUS e faça tudo que lhe vier à cabeça. Ao morrer, corre o risco de ser pego no contra-pé. Nessa hipótese pode perder a alma e ir para a danação eterna. Se você está na dúvida, se NÃO TEM CERTEZA da existência ou não de Deus, aconselho, nem que seja por CAUTELA, creia em Deus, pois o prejuízo depois da morte é MENOR se ele não existir do que ao contrário. Crer é Deus é SÁBIO e PRUDENTE.

 

    Dessa forma, com a licença poética, para quem não se maravilhou, vale dizer: Crer em Deus é preciso; viver não é preciso....

 

Atenção: Esse texto pode ser copiado ou utilizado, em todo ou em parte, desde que cite como origem a "Página pessoal de João Henrique Lacerda Ferreira em www.jhlf.com.br".

 

Voltar